curso-introducaoainstrumentacaoindustrial-01

Objetivos: Apresentar conceitos básicos de Instrumentação Industrial e Controle de Processos, bem como exemplos práticos de projetos e instalações.

Público-Alvo: O curso destina-se a engenheiros, técnicos e estudantes de engenharia que necessitam de ferramentas capazes de auxiliá-los em decisões para resolução de problemas relacionados a especificações técnicas na fase de projetos e de instalações de instrumentos industriais, controladores de processo e automação em quaisquer áreas de atuação, sejam elas em óleo e gás, farmacêuticas, cosméticos, nucleares, etc.

O mercado: Grande parte do segmento industrial brasileiro necessita, a cada ano, de novos profissionais com expertise em Instrumentação Industrial. Assim, a carência de mão de obra especializada vem provocando, por parte das empresas, uma forte preocupação com relação ao baixo nível de competitividade a que estão sujeitas. Portanto a constante formação e melhoria do corpo técnico tornam-se fundamentais para as mudanças deste cenário. 

Áreas de  interesse/afinidade: Organizações voltadas aos seguintes segmentos: automotivo, farmacêutico, cosmético, nuclear, eletroeletrônico, alimentos, óleo e gás, petroquímico, químico, além das instituições reguladoras (ANP, INMETRO).

Local: Rio de Janeiro
Estrutura do curso: 12 horas
INVESTIMENTO: Pagamento único de R$ 700,00 (pelo pagseguro)

Programa Técnico:
Instrumentação Industrial
– Histórico e Objetivo da Instrumentação – Evolução da Instrumentação
– Parâmetros da Instrumentação Moderna
– Eletrônica ou pneumática
– Analógica ou digital
– Compartilhada ou Dedicada
– Centralizada ou Distribuída
– Sistema Supervisório
– Classe de Instrumentos
– Indicador
– Registrador
– Elemento primário
– Transmissor
– Transdutor
– Controlador
– Elemento final de controle
– Tomadas de Impulso
– Definições de Desempenho do Instrumento
– Faixa de medida (range), Alcance (span), Erro (offset), Ponto de ajuste (set point), Exatidão (Accurancy), Precisão (diferença entre Exatidão e Precisão),

Repetibilidade, Histerese, Elevação e Supressão de zero
– Arquitetura da automação industrial
– Simbologia ISA S5.1 conforme a revisão de setembro de 2009

Medição de Pressão
– Leis Físicas e unidades
– Elementos mecânicos de medição direta de pressão: coluna de líquido tubo “U”
– Elementos mecânicos elásticos de medição de pressão: tubo de Bourdon tipo C, espiral ou helicoidal, diafragma, cápsula e fole.
– Transmissores de pressão: silício ressonante, piezoelétricos, piezoresistivos (straingage), DP cell ou capacitivo, LVDT e aplicações
– Pressostatos: microchaves ou microswitch ou microrruptor
– Detalhes e cuidados de montagens (acessórios)
– Possíveis erros de instalação dos instrumentos de pressão

Medição de Temperatura
– Definições e escalas de temperatura
– TermômetrosBulbo de mercúrio ebimetálico, termômetros de pressão de gás.
– Sensores elétricos: termômetros resistivos (bulbo de platina ou Pt-100)
– Termopar (tipos de junção: isolada, exposta e aterrada) – Efeito Seebeck e Efeito Peltier
– Tipos de Termopares
– Transmissores de temperatura (conjunto poço termométrico, bloco de ligação e cabeçotes)
– Detalhes e cuidados de montagens
– Possíveis erros de instalação dos instrumentos de temperatura

Medição de Nível
– Medição direta e indireta
– Visor de nível (visores de nível e magnéticos)
– Dispositivo do tipo flutuador (ou bóia)
– Borbulhador
– Dispositivo tipo deslocador (displacer)
– Dispositivo do tipo pressão diferencial
– Dispositivo tipocapacitivo
– Dispositivo tipoultrassom
– Dispositivo tipo radar e radar de onda guiada
– Chaves de nível do tipo flutuador (ou bóia)
– Detalhes e cuidados de montagens
– Possíveis erros de instalação dos instrumentos de nível

Medição de Vazão por Placas de Orifício
– Propriedades dos fluídos (líquidos / gases / vapor)
– Tipos, dimensionamento e aplicações
– Detalhes e cuidados de montagens
– Possíveis erros de instalação dos instrumentos de vazão por placas de orifício
– Exemplo de dimensionamento de uma placa de orifício envolvendo diversas situações que se pode encontrar em um projeto

Outros Tipos de Medidores de Vazão
– Bocais de vazão
– Calhas Parshall
– Tubos Venturi
– Aerofólio
– Tubo Pitot
– Medidores lineares
– Medidor de área variável, coriolis, magnético, turbina, sônico, térmico, vórtice
– Medidores volumétricos
– Diafragma, palhetas, deslocamento positivo, rotor
– Detalhes e cuidados de montagens
– Possíveis erros de instalação dos instrumentos de vazão

Elementos Finais de Controle – Válvulas de Controle
– Cavitação, flashing e escoamento crítico: tipos, aplicações
– Características de vazão e básico de dimensionamento
– Atuadores e posicionadores
– Válvula On-Off
– Válvulas de Segurança

Sistemas de Medição
– Monitoração
– Controle
– Intertravamento
– Alarme
– Sistemas de Controle

Tipos de Malha
– Malha aberta / malha fechada
– Direta / indireta
– Liga – desliga

Professor: Gustavo Melo de Lima
Empresa: Sócio-Diretor da Gliman Consultoria de Engenharia Ltda

Qualificação do Instrutor:
Gustavo Melo de Lima é Engenheiro Químico pela UFF, pós-graduado em Instrumentação Industrial pelo IBP, Mestre em Engenharia Mecânica pela UFF e possui MBA em Gerenciamento de Projetos pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Com experiência, há mais de 15 anos, no setor de Óleo e Gás nas áreasde consultoria em projetos, manutenção e montagem para PETROBRAS, MODEC, AKER SOLUTIONS, etc. Atualmente é Sócio-Diretor da Gliman Consultoria de Engenharia Ltda.Atuou como palestrante em diversos congressos na UFF e atuou como professor auxiliar na UFF na cadeira de Metrologia e Introdução a Engenharia Mecânica. É membro da ISA/RJ.

Coordenação Técnica: José Alberto Pinheiro
Material Didático: Apostila